A transformação digital é certamente um dos principais drives do mercado hoje. Vimos nos últimos anos os consumidores se tornarem grandes usuários de tecnologia e, agora, a corrida está no mundo corporativo para que os negócios também se tornem digitais.

Para se ter uma ideia, em uma pesquisa feita com os CEOs da Fortune 2000, foi apontado por 67% deles que até 2018 a transformação digital estará no centro de suas estratégias de negócio. Para esses executivos, até 2020, metade do budget de TI estará diretamente relacionado com as iniciativas de transformação digital.

O objetivo é basicamente atender a expectativa dos clientes, que querem produtos e serviços mais inovadores e aderentes à nova dinâmica do dia-a-dia, sendo entregues de forma mais rápida e com as interações entre consumidores e organização ocorrendo principalmente em canais digitais.

Nesse contexto é que entram os processos ágeis e a metodologia Scrum. Inicialmente e majoritariamente adotado por equipes de TI para o desenvolvimento de softwares, esse tipo de metodologia de projeto pode e deve ser adotada em todas as áreas das empresas.

Então, se você quer entender um pouco melhor o que são processos Ágeis, Scrum e como eles podem ajudar na transformação digital da sua empresa, leia este artigo!

O que são Processos Ágeis?

Os métodos ágeis são uma alternativa à gestão tradicional de projetos. Eles foram criados no ambiente de desenvolvimento de software (com base no manifesto ágil), mas hoje podem ser aplicados a qualquer tipo de projeto.

Entre os conceitos mais conhecidos de processos ágeis temos o Scrum, que vamos explorar um pouco neste artigo, o XP e o KanBan.

O que é Scrum?

De forma bem resumida, o Scrum é uma metodologia de trabalho (ou framework) simples para gerenciar projetos complexos.

Com o avanço dos recursos tecnológicos, a maior complexidade dos ambientes e organizações e o maior nível de exigência sobre agilidade para entrega de projetos, ficou cada vez menos produtivo trabalhar com as mesmas metodologias quando tínhamos processos eram bem definidos, com uma série de etapas sequenciais e que garantiam a produção no prazo e no orçamento esperado e tinha como resultado tinha-se um produto de alta qualidade e que satisfazia a expectativa do cliente.

O cenário agora é caótico e, para isso, é preciso adotar uma nova forma de trabalhar.

Como funciona?

Fiz uma adaptação básica sobre o metodologia para qualquer área.

Primeiro temos a definição dos papéis individuais. Os projetos são divididos em ciclos chamados de Sprints que levam de 2 a 4 semanas em média, dentro do qual um conjunto de atividades deve ser executado.

Os objetivos do projeto são mantidas em uma lista que é conhecida como Backlog. No início de cada Sprint, faz-se uma reunião de planejamento, na qual são priorizados todos os itens do Backlog e a equipe seleciona as atividade que ela será capaz de implementar durante o Sprint que se inicia.

Diariamente, durante a Sprint, a equipe faz uma breve reunião de no máximo 15 minutos com todos os participantes. O objetivo é cada integrante dizer o que fez no dia anterior, o que pretende fazer no dia que se inicia e se existe algum impedimento que está atrapalhando o seu trabalho.

Ao final de um Sprint, a equipe apresenta os resultados alcançados. Finalmente, faz-se uma avaliação para identificar o que funcionou bem e o que pode ser melhorado e a equipe inicia o planejamento do próximo Sprint.

Curiosidade

Se você é fã de esportes, provavelmente já ouviu esse termo nas partidas de rugbi. Se você não nunca ouviu falar, separamos uma imagem abaixo que ilustra bem o que significa Scrum neste esporte muito praticado em países como Austrália e Nova Zelândia:

Na imagem é possível entender a metáfora e o porque a origem do termo Scrum para este modelo de gestão de projetos. Nela vemos os times unidos para avançar com a bola pelo campo. Os jogadores estão todos alinhados, cuidadosamente posicionados e com um objetivo claro.

De forma ampla, este o conceito por trás do Scrum.

Para conhecer mais

Se você quiser entender mais detalhes sobre o Scrum, sugerimos você assistir este vídeo bem didático produzido pelo pessoal da MindMaster, empresa de treinamentos profissionais para o mercado de trabalho.

Como o Scrum pode ajudar na Transformação Digital dos Negócios

Bom, agora que já conhecemos um pouco mais sobre processos ágeis e Scrum me parece que fica bastante clara a relação deles com a transformação digital que as empresas precisam enfrentar.

A complexidade das organizações e o ritmo acelerado das mudanças do mercado exigem dos projetos muita agilidade para ajustes e adaptações a novos cenários. O conceito do Scrum atua justamente neste sentido. As entregas ocorrem de forma dinâmica e recebem feedbacks de clientes e usuários regularmente. Com isso os projetos se adaptam aos novos cenários rapidamente, o que não seria possível dentro do modelo tradicional de gestão de projetos.

Os métodos ágeis são uma ótima nova abordagem para cumprir seus objetivos de transformação digital. Dê pequenos passos, teste os resultados e corrija os erros para continuar enquanto a tecnologia do mundo avança continuamente.

Gostou do artigo?
Assine nossa Newsletter!

Cadastre-se agora!

(Visited 616 times, 1 visits today)